"Regresse à Página Principal"

 

   
 
 

Quando ele é mais bonito do que ela

Como é que uma mulher de aspecto digamos “normal”, consegue casar-se com um homem lindo de morrer e (mais difícil ainda) evitar que ele fuja?

Por Ana Cáceres Monteiro

GRAZIA Nº 04 de 09 Fevereiro 2006

 
 
Micheline Roquebrune é uma mulher de sorte. O nome pode não lhe dizer nada, mas é casada com Sean Connery há 30 anos. Não é particularmente bonita nem sexy, não se veste bem e está há três décadas ao lado de um dos homens mais desejado do planeta. Qual será o seu segredo?
Nós dizemos-lhe... Joga golfe. E foi precisamente durante um torneio que conquistou o mítico Sean, que nunca mais lhe fugiu e jura-lhe ser-lhe fiel de alma e coração. Desvendado o segredo de Micheline, subsiste o problema. Nem todos os homens bonitos se conquistam, e se conservam, com a ajuda de um taco de golfe. Vejamos quais são os outros trunfos para o conseguir.

Primeiro: Os homens bonitos gostam de mulheres pouco vistosas... Incrível, mas verdadeiro. E por vários motivos. O primeiro é que, com raras excepções, as mulheres terrivelmente bonitas... não olham para os bonitos. Preferem homens com poder, com sucesso, que lhes premitam passear de cabriolet e fazer compras sem olhar a gastos. Ou então procurão alguém inteligente, que as faça rir, que lhes escreva uma poesia, que as faz sentirem-se especiais. Ora, um homem muito bonito não tem tempo para escrever poemas porque está demasiado ocupado a ver-se ao espelho. Akém disso, no pedestal onde ele se coloca para que o admirem não cabem duas pessoas. Daí a preferência destes “Adónis” por mulheres discretas, até um pouco apagadas, que os adorem e não lhes roubem o protagonismo.

Segundo: Os homens bonitos gostam básicamente de si próprios. “Então? Que tal estou?”, pergunta o seu namorado “giraço” quando surge na sala, antes de irem jantar fora. Terrivelmente vaidoso, lança olhares furtivos as todas as montras por que passa. Para conservar um homem destes, uma mulher terá de aceitar o papel de sua assistente de beleza. Deixar que ele lhe roube os cremes e que ocupe o seu armário com blazers e camisas. Terá ainda de esperar que ele acabe de se arranjar e consolá-lo quando descobre que está a perder cabelo. Os narcisistas são inseguros e precisam de aprovação incondicional. Se tem um, carregue nos elogios. Ele vai acreditar em todos.

Terceiro: O homem bonito agrada a todas. Este é o ponto mais doloroso. Ele agrada-lhe, não é? O pior é que há muito mais gente que também gosta. Novas e velhas. E não, não serve de nada incenerá-las com o olhar. Também não vale fechá-lo à chave em casa. Um homem bonito precisa tanto de admiração como de oxigénio. Namora como se respirasse, sem nenhum sentimento de culpa. É um gato mimado que ronrona áquela sua vizinha insuportável. Está mesmo disposta a aguentá-lo?

O Narciso e a sua escrava. Viver ao lado de um homem bonito, entalada entre ciúmes e rivais, é uma “estafadeira”. Só uma mulhere consegue fazê-lo. Para isso, tem de ser suficientemente segura de si para não se preocupar demasiado com as concorrentes. Convém também que tenha uma pacência inesgotável, ou ficará extenuada com as crises de identidade narcísicas do rapaz. É preciso ainda que seja tolerante, para não lhe bater cada vez que ele lançar um olhar matador à menina da caixa do supermarcado. Por fim, deve ser maternal, porque os vaidosos são mimados até à exaustão.


O que diz o psicólogo. O que acontece quando um homem é mais bonito do que a namorada ou mulher? “Quando um homem é alvo de assédio podemos, de facto, estar perante uma situação perturbadora do relacionamento. Todavia, os cenários são város e o factor de perturbação pode ter diferentes níveis de intensidade”, diz Vasco Soares, psicoterapeuta e neuropsicólogo.
A perturbação aumenta se elemento masculino for dado a alimentar flirts. “Esta situação vai encrementar a insegurança da mulher, fazendo-a duvidar das suas próprias capacidades ou atributos. Porque ela pensa: “Se o meu marido gosta do assédio de outras mulheres é porque não gosta de mim, ou eu não sou tão agradável e ele precisa de procurar outras. Ora, se um dos elementos do casal tem dúvidas sobre si e/ou sobre o seu parceiro, a semente dos problemas terá campo fértil para crescer”, acrescenta Vasco Soares. O especialista considera que, caso o assédio seja pontual e o marido não lhe responder, a mulher (se tomar conhecimento da situação) reagirá de uma de duas formas. Ou não liga, porque se sente segura de si e do seu companheiro. Ou, se for insegura, pode sentir-se ameaçada, passando a exibir um comportamento de ciúme exagerado que pode conduzir ao fim da relação. Assim sendo, conclui Vasco Soares, “apenas não surgirão complicações graves na relação se o assédio for pontual e discreto e se a parceira for muito segura de si e do seu companheiro”. O que na realidade, é uma situação pouco comum.

O raio luminoso do seu sorriso. O que pensa, como age, um homem bonito? Ouçamos a opnião de um actor Inglês Julian Fellowes, autor do livro Snob. Neste romance uma das personagens principais é Simon, um actor lindo de morrer que tem necessidade de que os outros fiquem presos na sua rede. “Passava a vida a lançar olhares e a levantar a sobrancelha a estranhos com um único objectivo de manter o controlo. E, obviamente, quem pode resistir a um homem belo e dedicado? Ningém escapa ao raio luminoso do seu sorriso. O homem belo gosta de agradar: A todos e a todas. Mas quem é que se casa com ele?”, interroga-se Julian Fellowes. “Não uma mulher linda, seguramente, que não precisa de duplicar o factor atracção física e que tende a atrair um homem rico e poderoso. A sua mulher-alvo é menos atraente e fica lesonjeada que um homem tão fascinante se digne a olhar para ela”, continua o actor/escritor.

Para que resulte. Se a mulher tiver dinheiro ou fama, a beleza do seu homem pode ser um trunfo que exibe com orgulho. Ele, por seu lado, pode óbter dela bem estar económico. Mas, e se o homem, além de bonito não depender de ninguém? Nesse caso, a sua companheira tem de lhe oferecer o amor maternal de que ele necessita desesperadamente. Terá de ser serena, compreensiva, doméstica e até fechar um olho (ou os dois) quando for preciso.

 
 
Marcação consulta:
 Lisboa: Leiria:
 
INSIGHT-Psicologia
LISBOA: Rua do Conde de Redondo, 60, 5º Piso 1150-108 Lisboa
LEIRIA: Rua Dr. João Soares, Lote A, r/c Esq. 2400-448 Leiria